O tal do FHC

lula_e_cafe_com_FHC

Vou lhe contar uma história. Maria era mãe solteira de dois filhos: Adão e Eva. Ao longo dos anos Maria teve vários maridos.Todos eles tentaram sem êxito resolver um problema que afligia essa família: Adão era viciado em drogas. Foi então que Maria conheceu um tal de Fernando Henrique. Fernando cortou gastos da família, pegou dinheiro emprestado e internou Adão numa clínica de reabilitação. Tudo parecia ótimo, mas o casal acabou se divorciando. Foi então que Maria conheceu um tal de Luís Inácio, cara legal, bastante carismático. Agora que o principal problema da família estava resolvido, passou a sobrar um pouco mais de dinheiro no fim do mês. Luís decidiu colocar Eva em um colégio melhor e aumentou a mesada dos filhos. Essa história parece familiar não? Vamos ver agora alguns dos possíveis desfechos para a mesma… Ahh, e se você acha que a ideia aqui é puxar a sardinha para algum dos lados, fique tranquilo, e continue lendo o texto.

Perceba que eu falei muito pouco sobre Fernando e Luís. Os dois podem ser heróis ou vilões.

Cenário A: Fernando era maluco. Por vezes tirou dinheiro da família pra gastar com amantes. Pegou dinheiro emprestado no cheque especial e pagava juros muito altos desnecessariamente. Adão largou as drogas não por causa da internação, mas porque amadureceu, e decidiu que não queria mais isso pra sua vida. Luís, por outro lado, era um santo, um gênio. Soube aplicar o dinheiro da família na educação de Eva e Adão, o que trouxe alto retorno para a família.

Cenário B: Fernando era um gênio das finanças. Resolveu o problema que assolava a família há anos e que nenhum outro ex-marido tinha conseguido. Tudo isso apesar do pouco dinheiro disponível. Fernando não tinha amantes e nunca roubou. Luís, por outro lado, era alcoólatra. Gastou muito mal o dinheiro da família. Sua sorte é que apareceu um vizinho chinês, pai de 33 crianças, que comprava todos os bolos que Maria conseguisse cozinhar. Dizem que esse dinheiro extra foi a única coisa boa que aconteceu durante o namoro com Luís. Em suma, Luís era um pateta, que só prosperou porque estava no lugar certo, na hora certa.

No cenário C ambos os ex-maridos são heróis; por outro lado, no cenário D ambos atrapalharam mais do que ajudaram.

O problema é que, agora, o prédio inteiro decidiu que entende EXATAMENTE o que aconteceu na família do Adão. Os vizinhos de Maria se dividem. Alguns defendem fervorosamente Fernando, outros tem certeza que Luís foi a melhor coisa que aconteceu àquela família. O pior de tudo é quando aparece uma galera pra comparar “dados objetivos”, “fatos contra fatos”.

Mesada da EVA: R$ 50,00 —-> R$ 300,00
Consumo mensal de chocolate: 0 barras —-> 4 barras

Os vizinhos costumam achar que esses dados mostram quem foi o melhor marido. Mas note que esses dados são compatíveis com qualquer um dos cenários citados. Em outras palavras, esses dados simplistas não informam nada.

Ainda não fez o link?

Take-home message: tenha muitas opiniões, defenda-as com afinco, mas NÃO tenha tanta certeza das coisas. Vai votar no PT? Procure textos falando mal do PT. Vai votar na oposição? Leia a opinião dos PTistas. Mais importante ainda, entenda a visão de cientistas políticos e economistas, pare de gastar seu tempo com o que é escrito por leigos. Desconfie das comparações simplistas.

one of the few certainties in life is that persons of certainty should certainly be avoided

Pra fechar, queria mandar um abraço pra você, garotão. Você mesmo, rapaz. Você, que não sabe o que é índice de Gini mas tem certeza absoluta que o Bolsa Família é bom/ruim. Você, que não faz menor ideia de porque o Banco Central aumenta a taxa de juros para conter a inflação, mas tem certeza que FHC salvou/destruiu o país. Queria avisar que, em breve, passarei no seu consultório pra falar que acho um absurdo você tratar os pacientes com anti-histamínico. Uma simples pesquisa no Google lhe informaria que a vitamina C é um anti histamínico natural. Logo, logo, passarei na sua obra para dizer que a mistura de concreto está errada. Eu li num blog que, quanto mais areia no concreto, mais forte a estrutura. Estou até pensando em parar de usar cimento.

Fernando Luz Barbosa

Anúncios

157 comentários sobre “O tal do FHC

    • Arre, até que enfim vejo em “comentários”(sobre qualquer notícia), coisas boas de se ler. Idéias, maduras, espirituosas e respeitosas. Há, sim, vida inteligente na Internet. Abraços a todos

      Curtir

  1. O escritor só esqueceu de um detalhe: nós moramos dentro da mesma casa, não nos outros apartamentos do prédio. Isso muda muita coisa, porque somos todos filhos da Maria, e sabemos o que aconteceu com cada marido. O tenso é ficar acreditando em quem não mora na mesma casa, e tenta dar pitaco (como o excelentíssimo não-professor Olavo).

    Curtido por 1 pessoa

    • O moramos todos na mesma casa é relativo. Infelizmente a maioria da população vota pensando em defender seu lado. A idéia de melhorar o coletivo é falsa. Poucos se preocupam com o todo.

      Curtir

    • Segundo o texto nos moramos sim na mesma casa. A discussão sobre quem foi melhor é sobre quem foi melhor para NOS.
      A ideia que vivemos no mesmo prédio e Maria é a sindica seria se o Brasil fosse REALMENTE uma Republica Federativa (a la USA), mas não é e nunca foi. O poder sempre foi centralizado no Distrito Federal, e nos somos Adão e Eva. Nos, brasileiros, somos os filhos “cuidados” pelo FHC e pelo Lula; e isso nos da o direito de falar quem REALMENTE foi o pior ou o melhor.

      Curtir

    • Cara, eu não falo como os economistas devem trabalhar se é isso que tu tá se referindo. Mas, sim, eu morei na casa enquanto cada marido estava “juntado” com a minha Patria Mãe.

      Curtir

  2. a verdade ´verdadeira
    a mentira mentirosa
    VOCE QUE NÃO DEPENDE DESTA FAMIGERADA FORMA VIVER DE BOLSAS DISSO OU DAQUILO E NÃO PRECISA DE MEDICAMENTOS GRATUITOS,ATENDIMENTO HOSPITALAR/MEDICINA PUBLICA.CONTENHASSE, PORQUE ESTE CÉU SÓ EXISTE PRA VOCÊ,PORQUE ABAIXO DA LINHA HONESTA DE SOBREVIVÊNCIA…A COISA NO MUNDO TODO ESTÁ MUITO FEIA…

    Curtir

  3. Texto muito bom, é uma pena que, a julgar pelos comentários, a ignorância ainda impera sobre algumas pessoas, que não conseguem abrir a mente para tentar entendê-lo em sua essência.

    O autor não está dizendo para você ficar em cima do muro, está dizendo para você parar de ser ignorante e se apoiar em argumentos rasos, simplistas e de fontes duvidosas, independente qual seja seu voto! Seja humilde em reconhecer que provavelmente você não entender p(*) nenhuma de política e economia e das implicações práticas das decisões de cada governo se você NÃO ESTUDAR FEITO UM CONDENADO A FUNDO POR ANOS E ANOS.

    Tenha uma posição e tenha motivos para apoiá-la, mas não tenha certeza de tudo, bando de ignorante 🙂

    Curtido por 3 pessoas

    • Prezado Rafael, não o conheço e desde já peço que me desculpe, caso o que diga a seguir venha desagrada-lo. Brilhante sua analise do texto, interpretação correta, pois o autor sem sombra de duvidas, tenta mostrar com sua narrativa que: a analise deve ser mais ampla e menos simplista, a incerteza deve ser constante, eu, acrescentaria, “CERTO NA VIDA É APENAS A MORTE”, poderia apenas, ter sido menos agressivo em sua finalização, porque muito provavelmente não esta o Sr. se dirigindo a um bando de ignorantes, mas a muitos cidadãos brasileiros que talvez, ou não, sejam tão bem informados e formados quanto o Sr., o que não lhe da o direito de trata-los, por bando ou por ignorantes e nem faz do Sr. ou do autor, sábios ou Deuses, logo infringiu a principal regra de convivência a “HUMILDADE”. obrigado e sucesso.

      Curtido por 3 pessoas

    • Concordo Walter que o “bando de ignorante” foi desnecessário, mas não resisti, rsrs. Mas não me dirigi a ninguém em específico e também não incluí todos. Agora, falando bem “educadamente”, infelizmente tem muita gente sendo ignorante. Ignorante de simplesmente ignorar os argumentos, os fatos e ignorar, neste caso, o conteúdo do texto. E muitas vezes não é falta de estudo, acho que é para eles que está faltando humildade para aceitar ideias novas.

      Curtir

    • É verdade, Rafael! Nem todos tem condições de estarem sempre muito bem informados, ou simplesmente não dominam essas áreas para entender tão profundamente sobre os temas e poderem dar uma opinião realmente embasada.
      Mas o que irrita é ter um monte de gente que tem condições de se informar melhor e se recusa a ouvir argumentos, porque quer defender sua opinião baseada em nada, ou em um ódio sem fundamento.

      Curtir

    • Eu apreciei totalmente o comentário do Rafael e o parabenizo, uma vez que, pra mim – e por isso exponho de forma a atingir os demais -, ele usou o termo “bando de ignorantes” referindo-se aos leigos em geral que insistem em fazer suas palavras jogadas ao vento por pessoas, às vezes, totalmente desconhecidas, acarretando até descrédito de caráter, ou hipocrisia…

      Curtir

  4. Interessante e ao mesmo tempo esdrúxulo para não se manifestar de forma deselegante. Analisar a metáfora e a performance dessa sobrevivência dá até vontade de ir ao banheiro, sem merecer. Onde está a verdade e onde está a mentira – veja bem, nem dentro do “santo lar”, estamos mais sossegados quando há falta do dinheiro. ‘Sabe-se lá quanto tempo isso demora e se modifica de família para família – porque família também não são todas iguais – tem gente que vai morar embaixo de uma marquise ou viaduto, mas tendo um beijinho e um carinho de quando em quando, vai levando. Enquanto que outros, faltando um tostão, tudo fica nublado e mar de rosas, vira mar de lamas e de fogo. É assim a vida e nessa historinha não seria diferente, mas retumbante!

    Curtir

  5. Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo, para sempre seja louvado, Amém!
    …e assim caminha a humanidade, cheia de esperança, vezes com alegrias, vezes com poucas alegrias e noutras nenhuma alegria – fica-se imaginando coisas, desde que começamos a entender que o “macho” é do sexo masculino e a fêmea do frágil sexo feminino. Um mundo de histórias, a maioria que nunca devem ser contadas e outras, pelo contrário, são contadas sem a menor cerimônia, dentro de um espírito de muita sacanagem e leviandade. Mesmo assim, não é sempre o que acontece, recomenda-se a pureza imaculada e sem outro sentido, que não do faz de conta!

    Curtir

  6. Estou postando esse link principalmente pelo primeiro argumento dele, pois ele não critica e não apoia nenhum dos lados no primeiro argumento dele e esse primeiro argumento é o que me faz tomar um lado nessa historia.

    Curtir

  7. Achei o texto muito interessante e cheguei a uma conclusão em relação ao quadro exposto acima.

    No ano de 2002 com FHC
    O RICO aplicava seu dinheiro em instituições financeiras que rendiam muito, por causa dos juros altos, e com os juros das aplicações comprava imóveis que eram baratos.
    O POBRE não aplicava em nada porque com a inflação alta mal dava para comer.De que adiantava imóvel barato?
    No ano de 2013 com LULA
    O RICO aplica seu dinheiro em instituição financeira que rende muito pouco, por causa dos juros baixos, e não rendendo muito juros não da para comprar imóveis, porque estão muito caros , não podendo assim aumentar seu patrimônio.
    O POBRE com a inflação baixa , da para comer e ainda sobra um pouquinho para poupar,com a poupança compra um imóvel, não á vista é claro porque o imóvel é caro, o seu dinheiro só da para entrada, mas com os juros baixos financia o resto em anos, e é assim que ele consegue comprar sua casa própria e melhorar de vida.
    Conclusão, a diferença entre LULA E FERNANDO é que um governou para pobres e o outro para ricos, simples assim.

    Curtido por 1 pessoa

    • PUUUUUUXA !!!! Pobre e rico, é? Preto e branco, é? Sul maravilha versus nordestinos analfabetos, é? “Nóis” os pobres contra “eles” os ricos, é? Dividir pra dominar, é?Ou seria dividir para governar,né? Feio contra bonito, é? Ainda bem que vc veio aqui nos ensinar tudo isso, simples assim.

      Curtido por 1 pessoa

    • E o pior de tudo é que justamente nesse texto o cara vem aliar Lula com o controle da Inflação, é mole ?
      Pra você ver como as coisas são simples como o amigo acima disse.

      Curtido por 1 pessoa

    • É um pouquinho mais do que isso….
      Só faltou todo o restante de todos os eventos econômico-sociais do Brasil entre 1994 e 2012; informações frias e imparciais.

      Curtir

    • Ana acho que não nos conhecemos, mas me permita algumas palavras. Você, de forma simplista, explicou o que ocorre nesse país, de forma simples e transparente. Me deixe ir além. Definitivamente esse governo tem pontos a melhorar, não resta a menor dúvida. Mas esse governo teve e tem como prioridade fundamental uma das prioridades mais fundamentais para os trabalhadores e as famílias: manutenção do emprego e da renda (temos que concordar que uma taxa de cerca de 5% é pleno emprego, ou no mínimo baixa). Desculpem a frase comum, mas nunca na história desse país pude ver o Brasil ostentando recordes de baixo desemprego e aumento de renda, mesmo em um ambiente de alto desemprego em todo o mundo desenvolvido. Não era assim antes. Na década de 90, um soluço no México, um desastre aqui, uma palpitação na Rússia, crise cambial… um operário candidato a presidente… o caos… E não foi o caos. O Brasil recuperou o respeito como país e a auto estima a partir da eleição de LULA em 2002 e a manutenção de um governo progressista em 2010 com a DILMA. Esses anos de LULA / DILMA foram e são definitivamente voltados para a grande maioria da população brasileira que, em grande parte, não tinha uma coisa fundamental: oportunidade. E como não dizer que a peça de ficção desse discurso da campanha de 2002 não se transformou em uma realidade hoje ? https://www.youtube.com/watch?v=QgSlGaAaobw. Quantos Joãos podem estudar hoje devido as inúmeras oportunidades e portas que os programas desse governo abriram (Pronatec, Prouni, etc) ?

      O discurso do PSDB é o mesmo discurso da UDN utilizado 60 anos atrás, do falso moralismo, da corrupção, como se fosse se esta um ato exclusivo e único de um único governo e partido no Brasil. O mesmo discurso utilizado contra Getúlio Vargas em 1954, o mesmo que elegeu Jânio Quadros em 1961 e levou ao golpe do Jango em 1964. Exatamente o mesmo discurso que elegeu Collor em 1989. E isso é feito por uma razão muito simples: do ponto de vista programático e de realizações é simplesmente impossível comparar as realizações desse governo popular de 12 anos com o tucano. Não acho que um governo tem que ser para todos, mas para aquela parcela da população que precisa, isso quando falamos do Brasil, um país com muitas desigualdades. Abs a todos.

      Curtir

    • Não é questão de ser rico x pobre ou feio x bonito… mas tudo que ela falou é verdade… os fatos estão aí para qualquer um ver… os números sociais e econômicos do governo Lula são muito melhores, para a maioria esmagadora da população, do que os números do governo FHC. São fatos!!!

      Curtir

  8. Vai estudar, a realidade é objetiva, quem usa a subjetividade para analisar realidade a empobrece como realidade, a questão não é o bem contra o mal este maniqueísmo infantil massificado pela mídia burguesa nos deixa míopes diante da a realidade que é objetiva, o que esta em disputa? o poder! sim simplesmente o poder, estas formulas mágicas de dourar pílulas de cianureto é bastante antiga, deixe de repetir o discurso do opressor e vai estudar vagabundo este discurso superficial do opressor é fácil plagiar principalmente por pessoas acomodadas em sua ignorância.

    Curtir

  9. A principal questão não é realmente ter fundo conhecimento sobre política ou economia e sim julgar e condenar o enriquecimento ilícito e a corrupção. todo dia escândalos são delatados pelos veiculos de comunicação e nunca da nada. condenações são desfeitas. tenho uma mistura de vergonha e indignação.o autor deste texto deveria vir a chamar de garotão não a mim e sim a polícia, o exército para mexendo com o brío destes para que as papudas da vida comecem a hospedar políticos praticantes de colarinho branco cabendo tbém espaço para os judiciários que são coniventes com os mesmo.
    p.s. vou pesquisar sobre índice de gini

    Curtir

  10. ‘Na verdade não tem como agradar a “Gregos e Troianos”.O que parece bom a um pode ser ruim a outro. Já diz o “velho deitado”, Nem Jesus Cristo agradou e agrada a todos até hoje, o qual para cristãos é um absurdo porém pra quem não é cristão, não tem nada de absurdo… Sempre existiu os reclamantes e sempre existirá, não só aqui em nosso “grande! país, mas em qualquer parte do mundo.O que não pode haver é a intolerância, temos que respeitar, mesmo não concordando as vezes, com a opinião alheia, seja ele rico ou pobre, com um grau de sabedoria alto ou baixo,não importa, vivemos uma democracia, graças a Deus por isto,senão não estaríamos nós aqui debatendo este texto e este próprio texto talvez nem existisse, e devemos aceitar a voz da maioria, mesmo que não concordemos com ela… VIVAS A DEMOCRACIA, VIVAS A LIBERDADES DE EXPRESSÃO!

    Curtir

  11. Realmente uma ótima ideia a desse texto, mostrando que as pessoas tendem a acreditar naquilo que querem, tendem a apresentar somente os dados que sustentam sua argumentação. E principalmente, que criticam muitos programas ou decisões de governos sem nenhum embasamento, ou uma pesquisa mais profunda em leis ou artigos científicos, mas somente em textos/imagens de impacto elaborados por leigos. Um sonho seria se tudo que se compartilhasse por aí tivesse um embasamento mais preciso em dados oficiais, e em análises feitas por especialistas (ainda que ideologicamente opostas) e em pesquisas feitas em fontes diversificadas.

    Curtir

  12. TUDO O QUE ESTA ESCRITO NO PEQUENO TEXTO SÓ FAZ AFIRMAR QUE O PODER CAPITALISTA ESTA FALIDO,PORTANTO CRISTO ESTAVA E SEMPRE ESTARÁ COM A RAZÃO…SOBREVIVERÁ QUEM ESTIVER MELHOR PREPARADO…

    Curtir

  13. Uma estorinha simplista com análise superficial da situação. Alguns fatos que realmente aconteceram, entretanto, precisam ser considerados, Quando se casou com Maria, que tinha muitos filhos, Luis encontrou a maioria deles, subnutridos e em estado famélico, apenas 2 ou 3, mais queridos tinham privilégios, estudavam nas melhores escolas, dormiam nas melhores camas, comiam do bom e do melhor, ás custas dos demais que tinham que trabalhar, muitas vezes sub empregados e explorados. Maria tinha sido capa ate da revista Veja, que mostrava seus filhos indigentes, quando ainda estava casada com Fernando. Revoltado com isso, Luis que também já tinha passado por situação semelhante, decidiu que precisava fazer grandes mudanças. Talvez ele tenha tido a sorte de encontrar o tal vizinho chines que comprava todos os bolos feitos por Maria, mas também teve a visão de que com tantos filhos dispostos a trabalhar, seria melhor criar boas condições de trabalho para todos, inclusive porque Maria também tinha outras qualidades além de saber fazer bolos e depois de algum tempo a família progrediu bastante. Aqueles filhos desnutridos, também puderam ir à escola, viajar, passear e dividir o mesmo espaço que ocupavam os filhos queridos e privilegiados pelos maridos anteriores e olha que Maria teve muitos, até Generais, antes de Fernando, mas nenhum deles cuidou dos filhos de Maria tao bem quanto Luis. Se Luis tomava uns golinhos de vez em quando,isso não importava, ele não era alcoólatra, mas os filhos privilegiados, então descontentes com a perda dos privilégios reuniam-se diante de várias garrafas de 18 anos e “bourbons” para difamar Luis, dizendo que era alcoólatra, até mesmo sua própria Mãe, acabou sendo difamada por eles. Alguns, que às custas dos irmãos trabalhadores puderam estudar e foram morar no exterior, chegaram ao extremo de difamar Maria até mesmo la fora, Mas Luiz era forte e seus filhos trabalhadores continuaram evoluindo e tornando Maria cada vez mais feliz, bonita e acolhedora. E como todo pai e toda mãe, Luis e Maria perdoaram os filhos revoltados, com esperança de que eles um dia resolvam se juntar `a família e colaborar para que todos possam crescer juntos.

    Curtir

  14. O texto pode até ser interessante mas agora é ficar com o(s) cachaceiros que roubam o Brasil ou com um jovem muito abnegado que quer consertar as bandalheiras dos cachaceiros !
    Fico com o jovem e não quero mais perder tempo com filosofia baratinha…

    Curtir

  15. Eu tenho 51 anos e sinto-me na obrigação de acrescentar um ponto de vista que me parece não foi abordado. Esse ponto de vista a qual me refiro diz respeito à experiência de vida. Por exemplo, também não basta você inferir o preço do imóvel, de modo simplista, pois posso ter, ou não, o poder de adquiri-lo independentemente do seu valor em reais ou dólar. Falta acrescentar a potência, dificilmente captada por pesquisas que se arvoram a querer refletir o reflexo de um país de dimensões territoriais continentais, como o nosso. Somente como exemplo, considerando que sou engenheiro, passei um tempo de minha vida, mesmo trabalhando em minha profissão, sem poder jantar, oferecendo tal regalia somente à minha esposa e minha filha, ainda pequena. Isso não aparece no valor do imóvel, pois a mim o sonho estava em apenas manter o emprego e oferecer alimentação mínima à minha família. Espero que tenha contribuído.

    Curtir

  16. Penso eu que cada “povo” tem os governantes que merecem. E não adianta dissertar sobre um texto, resmungar, tomar partidos a, b ou c encher as entre linhas com discursos que não leva a nada e a lugar algum. E pergunto a cada um de vocês… o que fizeram de útil, ou melhor que contribuição já deram para que a (historinha acima) tivesse um desfecho diferente?. Uma grande nação se constroem com grandes homens.
    Entendamos que a missão suprema do homem é saber o que precisa para ser homem, até porque o coração do sábio, tal como o espelho, deve a tudo refletir, sem todavia macular-se. E finalizo aqui com as falas de Cora Coralina “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”.

    Curtir

  17. Nasci em 1951, filho de uma senhora democracia; aos treze anos, em 1964 fui adotado por uma família de força expressivamente respeitada e temida: Exército! Cujo o sobre nome ditadura, era o terror satânico que tirava os sonhos dos meus irmãos, que ao deitarem-se em camas adormentadas com pregos de aço, acordavam com torturas no clima de pesadelos reais! Depois de 20 anos a minha senhora democracia, tomou novamente a posse da situação familiar mas… com a alienação à anarquia e com o mau costume do entrecruzar, a democracia desdobou-se então em dois partidos, ARENA ( Agora resolvemos Entregar Nação A Americanos) E o PMDB (Partido Misterioso Demolidor Brasileiro), depois vieram outros, vários partidos; partidos altos e partidos baixos entre eles o PT e PQP politicamente hoje querendo entregar procuração de tutela aos covardes senhores generais; eles os anarquistas se vestem de vermelhos, invadem casas e fazendas, quebram os bancos, incendeiam transportes coletivos, aterrorizam nas Escolas, saqueiam os comércios etc… E aí? Depois de todo esses conceitos, vocês irão votar no PT??

    Curtir

  18. Esse cara qie escreveu essa babaquice se acha o pica das galáxias! Mais um arrogante pseudo- intelectual! Vai escrever esse conto da carochinha lana Disney!

    Curtir

  19. Texto muito bacana. Pena que logo após aconselhar os leitores a fugir de comparações simplistas, o autor recorre a uma. Talvez a tentação de tais comparações seja forte demais pras pessoas. Afinal quem não quer provar que está certo com o mínimo de esforço?

    Curtir

  20. Texto muito superficial, toma como base apenas números sem considerar conteúdo, posicionamento social e político…mas não vou me aprofundar pq já mandei um comentário,usando a mesma estorinha como fundo, que deve ter sido censurado pois não publicaram. Acrescentei fatos relevantes que não foram considerados na estorinha original. Infelizmente demonstra, como já sabemos, que a maioria dos estudantes universitários também pensam, raciocinam e tiram conclusões baseadas em informações genéricas, manchetes etc. É preciso ir mais fundo, A realidade não é tão simplista como sugere o texto então, se gosto mais de um ou de outro, escolho a versão que me interessa para justificar meu voto. Se quiserem que eu envie novamente meus comentários anteriores, para enriquecer a discussão, enviem e.mail para mim, responderei. ( Eu, 63 anos, administrador, sociólogo e economista – atualmente consultor de empresas )

    Curtir

  21. Fernando, não é mais tanto por análise de dados que se chega à uma conclusão agora. É por equilíbrio de balança. Precisamos é de alternância de poder. 12 anos já é muito para um partido só com uma visão forte e reta como a do PT. É por isso que grande parte do povo brasileiro pede por mudanças. Não são exatas críticas pontuais sobre tal coisa ou situação, é o simples fato de não deixar esse território virar terra de um lado só. Tem que ter equilíbrio, e esse hoje vem representado em símbolo pela saída do PT do poder.

    Curtir

  22. ESTAMOS , ENTRE AÉCIO E DILMA E NÃO ENTRE LULA E FHC , DEIXEM DE SER BURROS , OS TEMPOS MUDARAM , INFELIZMENTE , TODAS AS SITUAÇÕES DE HJ EM DIA NÃO TEM NADA HAVER, COM O PASSADO… OS BOLOS DE MARIA , NÃO VENDEM MAIS , SORRY, PQ DISSE Q A MARIA ,CONHECEU DILMA E COM VÁRIOS ESCANDALOS DE RATOS E SUJEIRA, NINGUÉM MAIS COMPRA BOLOS, MARIA TEM FICADO CADA VEZ MAIS PORCA E SE ISSO NÃO MUDAR TODOS OS CLIENTES DOS BOLOS VAZARAÕ!!!

    Curtir

  23. Senhor Barbosa,
    Só uma dúvida…

    Considerando o cenário positivo para ambos os maridos; considerando a metáfora da melhora na casa; considerando o alerta sobre a comparação de dados é ilustrada pela figura dos anos 2002 e 2013; e considerando a diferença de crescimento e desenvolvimento

    pergunto: realmente é possível colocar ambos num contexto de melhora da vida de todos os moradores da casa ou do prédio, ou pelo menos de uma melhora mais abrangente? Estando ambos “na hora e lugar certo”, e tendo, por exemplo, um “bom comprador chinês”, teria havido a mesma melhora mais universal para a vida dos outros moradores (a distribuição dos benefícios)?

    pergunto, ainda: no caso do preço do imóvel, não foi o próprio mercado “livremente”, com especulação, que o deixou nesse preço? Isso pode ser atribuído a um governo?

    Curtir

  24. O PT é um bom distribuidor de riqueza. A oposição é excelente geradora de riqueza. Ambos apresentam suas virtudes particulares e não deveriam se excluir. São complementares. Apenas queria lembrar que a contínua distribuição de riqueza somente é possível com mais geração. Nesse ponto o PT falha

    Curtir

  25. Só esqueceram de falar que, Luís saia todos os dias com seus comparsa para beber, assaltar e matar.
    Malandro… ele dava dinheiro, comida e remédio para os mais necessitados…
    “Que homem bom é esse tal de Luís…”
    Enquanto isso a outra família do seu primeiro casamento ia prosperando com o dinheiro roubado, eles compraram fazendas e frigoríficos, até contratam um ator um cantor e uma jornalista muito famosa para fazer propaganda na TV dos seus produtos.
    Tem muito mais… Seus comparsas pro inferno foram pela segunda vez… e ele, malandrão, consegui se safar… mas uma hora ele roda também…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s